sábado, 30 de outubro de 2010

Bolsa de mulher

Objeto inseparável da mulher, virou quase expressão denotativa do que contém tudo, do que está cheio até a borda ou, até mesmo, pejorativamente, desordem.

Manifestam-se de todos os tamanhos, formas e cores, dependendo do lugar e as horas que serão passadas fora do lar, assim como da roupa que a acompanhará.

Eles não nos entendem!

E o kit básico de sobrevivência externa? O batom, o pente, o celular, o perfuminho, documentos, as chaves, lista do mercado, prendedor de cabelo, espelho, caneta, caderninho de anotações, guarda-chuva, lixa de unha e outras coisinhas mais de acordo com a ocasião. Afinal, é melhor se prevenir!

E se surgir uma festinha no fim do dia e a casa estiver longe, necessário se faz acrescentar uns acessórios para diferenciar o traje diurno do noturno.

Temos que estar sempre prontas para a guerra.

Para eles basta o bolso e o celular. Nada contra a síntese masculina de apetrechos. Saibam que no jeito mulher de ser está toda a graça, a criatividade, a não repetição, a não padronização, o prazer de se enfeitar, de colorir a vida. Mesmo que não notem a diferença.

2 comentários:

  1. uma mais linda q a outra ka, lindaaassss...bolsas...

    ResponderExcluir
  2. tem selinho de presente para vc no meu blog Karine.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Karine,27,esposa do Rodrigo,mãe da Sophie; graduada em Logística, proprietária de uma loja de artigos femininos; curiosa por natureza, apaixonada pela vida,e a idéia quase louca de encontrar terras além do horizonte.